Úlceras da córnea


As úlceras da córnea são perdas de substância, mais ou menos profunda, nesta estrutura ocular. Esta lesões são normalmente acompanhadas de dor local e de alterações do aspeto como o edema e a vascularização da córnea.

Conforme a profundidade da perda de substância as úlceras podem ser erosões, úlceras superficiais ou úlceras profundas.

É um problema muito frequente em oftalmologia veterinária porque as suas causas são múltiplas. O prognóstico nem sempre é favorável pois as úlceras da córnea podem ser causa de cegueira, seja por perfuração do globo ocular ou por opacificações cicatriciais.

Os principais sintomas são a dor local traduzida por corrimento ocular, fotofobia, palpebras cerradas e 3ª pálpebra subida. Acompanhados de edema , neovascularização e miose mais ou menos marcada.

As complicações mais comuns são os desmetocélios, a perfuração e os abcessos da córnea.

As causas:  traumatismos (arranhões, ervas, entropion e distiquiase), infeções (bacterianas, víricas e fúngicas), doenças imunitárias e problemas funcionais (insuficiência lacrimal, lesões neurológicas, sobresposição do globo ocular e distrofias da córnea - estas últimas com especial predisposição em boxers, bouledogue francês e shi tsu ).

 

O diagnóstico realiza-se através de um exame oftalmológico completo e metódico que se fará com auxílio com sistemas de iluminação e ampliação específicos (oftalmoloscópio e lâmpada de fenda).

Serão observadas as pálpebras, a conjuntiva, a 3ª pálpebra, a córnea, a câmara anterior , a íris e analisada a produção lacrimal.

Serão também utilizados corantes vitais e pode ser necessário realizar exames complementares (citologia, culturas, etc.).

O tratamento poderá ser médico ou cirúrgico conforme a gravidade.

O tratamento médico assenta na aplicação de colírios para controlo da dor, da inflamação e prevenção/ tratamento das infeções. A sua aplicação poderá ter de ser feita múltiplas vezes por dia.

Se isto não for suficiente terá de se complementar o tratamento com cirúrgia. As técnicas mais comuns são os enxertos de conjuntiva, enxertos de córnea. Hoje em dia utilizam-se também com frequência outros biomateriais como membrana amniótica e mucosa intestinal porcina.

O prognóstico depende do estado de evolução, da causa e das escolhas terapêuticas daí que um diagnóstico e tratamento corretos sejam urgentes!

 

Últimas Notícias

1 de maio

Estaremos encerrados ao público no feriado, dia 1 de maio. Disponíveis para urgências através do contacto 961 352 315.

25 de abril

Estaremos encerrados ao público no feriado, dia 25 de abril. Disponíveis para urgências através do contacto 961 352 315.

Sexta-feira Santa

Estaremos encerrados ao público na Sexta-feria Santa, dia 19 de abril. Disponíveis para urgências através do contacto 961 352 315.

Temos Paixão por aquilo que fazemos!

Estejam atentos às nossas Redes Sociais

Temos Novidades para si e para o seu animal de estimação...


Urgências 24H

961 352 315
Consultas ao Domicílio

226 164 618
Avenida Marechal Gomes Costa 206
226 164 618
geral@clinicaveterinariadeserralves.pt
www.clinicaveterinariadeserralves.pt
expand_less

Este site usa cookies, para guardar informação de forma segura no seu computador.

Estes cookies destinam-se a optimizar a sua experiência de navegação neste site.

aceito cookies Saiba mais acerca dos cookies